wordpress-historyHoje eu preciso confessar uma coisa pra vocês: tenho uma preguiça enorme do Wix.

Pra quem não sabe o Wix é uma plataforma de criação de sites – a qual eu me recuso a linkar aqui – que parece ser simples e funcional, mas que, na minha opinião, está fazendo um monte de gente perder fé, tempo e dinheiro na internet.

Eu explico.

O Wix tem uma interface frontend, ou seja, você mexe diretamente na página como o visitante vai enxergá-la. Isso traz uma aparente sensação de facilidade, mas que não diminui em praticamente nada a sua curva de aprendizado. Além disso o Wix tem uma série de efeitos de transição que muitos leigos acham bonitinhos, enchem o site deles e transformam suas páginas em verdadeiros elefantes virtuais, que não carregam nunca. Isso na época que o google considera a velocidade de abertura de uma página um fator determinante para rankeá-la nas suas páginas de busca é morte na certa!

Enquanto isso, na contramão, temos o WordPress que é genial. Ele é repleto de ferramentas que facilitam a vida do blogueiro ou webmaster e, embora tenha uma interface backend, na qual a pessoa que está desenvolvendo o site enxerga uma tela de edição diferente da visualização final do visitante, a sensação de dificuldade que isso gera é falsa. O WordPress é a ferramenta online mais simples de se lidar. Muita coisa avançada pode ser feito com ele com poucos cliques e nenhum conhecimento de programação. Pra vocês terem uma ideia do poder dessa ferramenta, hoje em dia eles se gabam do fato de que 23% de toda a internet é montada em sistema WordPress. 

Enfim, se você é leigo e quer se avenurar na sua primeira página na internet, não perde tempo: Procura direto o WordPress. Ele tem duas versões, o WordPress.com e o WordPress.org. Num próximo post – para aqueles que não tiverem procurado ainda – eu explico a diferença dos dois!

 

 

 

Share This